Sobre a vitória

O curumim Tayá não entendeu porque o cacique Uirá o presenteou com o cocar da vitória, uma vez que ele havia perdido a luta do uka-uka, uma espécie de sumô indígena.
- Por quê as sagradas penas das araras azuis estão sobre a minha cabeça? - perguntou o pequeno lutador.
O cacique pôs a sua mão antiga nos ombros da juventude de Tayá e explicou:
- pelo modo sincero com que seus olhos reverenciaram o seu oponente após a derrota. Seu coração agradeceu a experiência do embate. suas mãos foram verdadeiras no cumprimento ao vencedor. sendo assim, você venceu também. Parabéns!
O jovem sorriu, agradeceu, e correu feliz com seu cocar. Foi mostrar o prêmio aos tios e aos seus amigos e irmãos.

Comentários

Postagens mais visitadas