Pular para o conteúdo principal

Recife e Olinda

Este final de semana estive realizando uma imersão em Recife, através da Unipaz de Pernambuco.Na ocasião estava presente um representante Fulniô da aldeia de Águas Belas, o José Francisco, com sua tranquila presença.
Uma das coisas mais interessantes de perceber, ao ser acolhido pela amorosa equipe da Unipaz, foi a força da presença cultural da cidade de Olinda, com seu típico colorido e sua diversidade onde as raízes negras, indígenas e brancas geraram uma expressão onde a alegria se sobrepõe ao passado histórico de sofrimento que ficou registrado nas ruas de paralelepípedos da cidade.
Ó Linda, situação para se iniciar uma nova realidade!!!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A espiritualidade da natureza

A espiritualidade não é um movimento e nem uma ideologia. Não é uma teoria criada por alguém. Também não é privilégio de alguns. Embora não seja reconhecida por inúmeras pessoas.  A espiritualidade é um princípio universal que está na base da sabedoria humana. Ao longo da presença de diversas culturas pelo mundo desde épocas imemoriais ela tem estado presente em sistemas de conhecimento, filosofias, cosmovisões, memórias, etc. A mais antiga noção de espírito e de espiritualidade vem da natureza. Ela foi e é a inspiradora do reconhecimento e do desvendamento do mistério que somos. Nesse sentido as culturas que se formaram com laços fortemente traçados com a natureza desenvolveram uma espiritualidade e uma visão de espirito de extrema poesia e integração. Uma das culturas que se expressou de um modo agudo e profundo essa relação do espírito com a natureza foi a tradição tupi. Umas das mais antigas raízes culturais do Brasil.  A tradição tupi tem mais de 12.000 anos de presença na face …

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena