Pular para o conteúdo principal

A Floresta está nervosa

Os rios que serpenteiam o xingú, terra dos deuses ancestrais estão nervosos,inquietos, assim como pequenos seres, milhares deles, minúsculos e inovensivos insetos, vibram a energia do medo.
O vento sopra um ar de tensão nas folhas das copas das árvores e elas reverberam.
Milhares de olhos de animais miram o céu e seus faros buscam no chão da terra respostas.
Um berçario de infinitas vidas futuras, ao longo de mais rios e matas, teme uma brusca interrupção de sua tarefa silenciosa e divina!
Povos estão nervosos! Famílias estão apreensivas! Caciques aguçam seus discursos!
Quanto custará o fim do Belo Monte?
A quem servirá verdadeiramente o projeto?
Por acaso não existe alternativas mais economicas e mais eficientes?
Os pássaros fazem estas perguntas e voam.
Buscam respostas.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A espiritualidade da natureza

A espiritualidade não é um movimento e nem uma ideologia. Não é uma teoria criada por alguém. Também não é privilégio de alguns. Embora não seja reconhecida por inúmeras pessoas.  A espiritualidade é um princípio universal que está na base da sabedoria humana. Ao longo da presença de diversas culturas pelo mundo desde épocas imemoriais ela tem estado presente em sistemas de conhecimento, filosofias, cosmovisões, memórias, etc. A mais antiga noção de espírito e de espiritualidade vem da natureza. Ela foi e é a inspiradora do reconhecimento e do desvendamento do mistério que somos. Nesse sentido as culturas que se formaram com laços fortemente traçados com a natureza desenvolveram uma espiritualidade e uma visão de espirito de extrema poesia e integração. Uma das culturas que se expressou de um modo agudo e profundo essa relação do espírito com a natureza foi a tradição tupi. Umas das mais antigas raízes culturais do Brasil.  A tradição tupi tem mais de 12.000 anos de presença na face …

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena