Sobre mais uma vez o agora

É difícil estar presente na vida. Sonhamos acordados. Habitamos nas esquinas das expectativas, nas vilas das lamúrias, nas ruas das preocupações, nas avenidas do stress, nos bairros das desilusões, na casa dos outros, nas tarefas automáticas e de vez em quando nos fazemos presente.
Agora mesmo o luar respira pela fresta da janela e há sons de cães bem ao longe na estrada. mas o corpo insiste em prestar atenção no noticiário televisivo, enquanto os olhos passeiam pelas notícias virtuais.
A vida é assombrosamente prateada e azul na noite...
Agora...
2 comentários

Postagens mais visitadas