Pular para o conteúdo principal

Precisamos ajudar a acordar o Brasil

As águas e os ventos estão atuando no sul da país e muitos acham que são questões aleatórias e passageiras. Em São Paulo não existe mais as quatro estações. Acontecem todas em um mesmo dia. As pessoas estão dormindo acordadas. Políticos. Gestores. Gerentes. Diretores. Presidentes. Professores. Trabalhadores. Todos os tipos de profissões estão vivendo os seus papéis como se a vida fosse nada mais que estes papéis que representam.Embora existam atualmente economistas dizendo que não dá mais para separar economia de ecologia. Embora existam cientistas dizendo, além das imagens que vemos, que os polos derretem e as águas se elevam.
Primeiro foi um Tsunami, e não podemos fazer algo, apenas sentimos.
Aqui no Brasil foi o sul, e não fizemos nada porque moramos no sudeste, no norte, no oeste.
Depois será o nordeste, e não faremos nada porque não somos nordestinos.
Agora a metróple está um caos. E fizemos nada porque não moramos no caos.
Na verdade não fazemos nada porque ainda estamos embalados por um sono ilusório, e pela tola crença de que podemos controlar aquilo que é chamado de desastre natural: a fúria dos ventos, das águas, da terra.
Precisamos é estar despertos e ajudar á acordar as pessoas.
Na política.
Na educação.
Na rua
No cinema.
Na vida
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena

Quatro atitudes de paz que nos tornam ricos

Não sabemos muitas vezes definir a palavra paz, mas quando a ouvimos, algo de bom ressoa em nossos corações. Onde há paz, há riqueza em todas as suas dimensões: social, econômica, ecológica, e pessoal.  Mas embora seja difícil definí-la, podemos pelo menos refletir sobre o que nos põe fora dela e o que nos aproxima, integrando-a. Na sabedoria ancestral são reconhecidas quatro atitudes que nos distancia de sua luz : A primeira atitude que a torna longe de nossa presença pacífica é a ideia de separatividade. Os mestres de sabedoria ensinam que somos uma só vida desdobrada em muitos, que embora tenhamos uma individualidade, em essência somos uma mesma respiração desa Vida. Mas criamos de nossas individualidades segregações, visões de mundo e sobre nós mesmos  que geraram conflitos diversos, que tem trazido desde tempos imemoriais toda sorte e graus de dificuldades nos relacionamentos e convivências. A  segunda atitude que nos distancia da paz é aquele aspecto julgador que habita em cada…