Daniel Munduruku

No final dos anos oitenta conheci Daniel Munduruku, com um senso de humor peculiar e um educador hábil, que também soube se equilibrar entre duas culturas, a de raiz ancestral e esta que é resultado de uma longa travessia de oceano, e de longas batalhas e conflitos e desencontros. tinha um sonho que logo também cultivei; que era o de fomentar entre os nossos parentes indígenas o gosto pela literatura, pela escritura; e mais, estimular aos próprios parentes que escrevessem suas próprias histórias.
Assim foi feito. Hoje ele articula mais de trinta escritores indígenas e já estimulou uma diversidade de publicações, artigos, coletâneas e outras participações em livros.
neste momento está na organização de um seminário sobre literatura e história indígena que acontecerá na biblioteca Monteiro Lobato, em são Paulo, na vila buarque.
Vale a pena conferir!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas