Postagens

Mostrando postagens de Setembro 5, 2010

Educar para um mundo sem fronteiras

Começa nesta quarta-feira (8) e segue até a próxima sexta (10), o VIII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação, promovido pelo Sistema Fecomércio/Senac/Sesc, no Centro de Convenções, em Olinda. O presidente da Fecomércio, Josias Albuquerque, faz a cerimônia de abertura às 14h30. Em seguida, quem sobe ao palco do Teatro Guararapes é o teólogo Leonardo Boff para realizar a conferência magna intituladada de “Educar para a sustentabilidade”.


A educação como premissa para a formação de um cidadão voltado para o mundo será o mote para as discussões deste ano no evento, que já se solidificou como um dos maiores do Brasil na área educacional, trazendo nesta oitava edição o tema “Educação Para um Mundo Sem Fronteiras”, fomento para debates entre os mais de 3,3 mil participantes inscritos.

O congresso contará ainda com 30 palestrantes do Brasil, Finlândia, Escócia e Portugal, entre os quais figura o paulista Celso Antunes – autor de mais de 240 livros didáticos e sobre educação – e o…

Independência dos Brasis

Aquela imagem do príncipe brandindo a espada diante das margens do rio Ipiranga, dirigindo-se aos ventos, bradando liberdade e independência, não representa verdadeiramente a própria, registrada historicamente em um sete de setembro.
Em diversas Estados do nordeste, como Pernambuco, Maranhão, e Bahia, os conflitos eram freqüentes e graves, muitos heróis verdadeiros e anônimos morreram.
Quase um ano depois deste setembro fatídico, a Bahia, no dia 2 de julho, através de muita luta dos caboclos, dos diversos matizes de brasis, conquistava a verdadeira independência, cheia de dor e sofrimento, mas que uniu a diversidade mestiça brasileira: Índios, negros, mestiços. Mulheres guerreiras como Maria Quitéria, que, contrariando o pai se alista no exército brasileiro e defende a tenra pátria.
O Brasil verdadeiro era povoado de mestiços, índios e negros; sendo que a maioria eram escravos. De uma população de 3 milhões e meio de pessoas, somente um quinto eram brancos.
Na independência de ment…