Obama é alertado para apoiar os guarani

A Organização Survival International pediu ao presidente dos EUA, Barack Obama, para apoiar os índios Guarani do Brasil, cujas vidas estão ameaçadas pelo ‘boom’ na indústria da cana de açúcar.

A Survival instou ao Presidente Obama para discutir a situação desesperada dos Guarani com a nova Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, durante sua viagem ao Brasil neste fim de semana.

A demanda por etanol, um bio-combustível derivado de cana de açúcar, está crescendo nos EUA e as importações provenientes do Brasil poderão crescer consideravelmente.

A cana está sendo cultivada ilegalmente na terra ancestral dos Guarani, que é de grande importância espiritual para os índios e da qual dependem para sua sobrevivência.

Ela está poluindo os rios dos Guarani, matando peixes e causando diarréia, dores de cabeça e outras doenças entre os índios.

Ambrósio Vilhalva, um homem Guarani de uma das comunidades afetadas, disse à Survival, ‘As plantações de cana estão acabando com os índios. Nossas terras estão ficando cada vez menores. As plantações estão matando os índios’.

Muitos Guarani, tendo perdido suas terras ancestrais, são forçados a viver em reservas super povoadas ou acampamentos improvisados na beira de rodovias, onde o alcoolismo, suicídio e desnutrição são comuns.

O governo brasileiro é legalmente obrigado a demarcar as terras dos Guarani para seu uso exclusivo. No entanto, o programa para proteger a terra chegou a uma situação de estagnação e mais de 70 usinas de etanol estão previstas para o Mato Grosso do Sul, ameaçando colocar o futuro dos Guarani ainda mais em perigo.

No ano passado, a gigante empresa de energia Shell assinou um acordo de US $ 12 bilhões para produzir etanol com a empresa de bio-combustíveis brasileira Cosan, que está comprando cana de açúcar cultivada em terras Guarani.

O diretor da Survival, Stephen Corry, disse hoje, ‘Os Guarani já perderam grande parte de suas terras para fazendas e plantações de soja nas últimas décadas; seria desumano agora obrigá-los a suportar o impacto do ‘boom’ na demanda por etanol. A viagem do Presidente Obama ao Brasil representa uma oportunidade inestimável para os dois presidentes discutir a situação dos Guarani e incentivar ações positivas para proteger suas terras’

Comentários

  1. Oi, Kaká! Espero que isso realmente aconteça: proteção para o povo e para a terra! Olha, acho que vi vc e sua esposa ontem no fim do dia no aeroporto!!! Puxa, quero visitar o Arapoty e fazer algum curso com você ainda este ano!!! Boa semana!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

comente este artigo

Postagens mais visitadas