Pular para o conteúdo principal

Parto da Grande Mãe

Pablo Werá, um guarani da fronteira entre Paraguai e Brasil, no início do século passado havia sonhado que "na dobra do tempo" quando iniciasse um novo ciclo de datas, a Mãe Terra entraria em processo de parto para o nascimento de uma nova expressão de si. Uma nova estrela brilharia no Cosmos. E disse que Tupã renasceria no coração do estrangeiro.Essa profecia foi registrada no livro "Ayvu Rapyta" de Leon Cadogan, na década de trinta.
O povo Maia também predisse que nesta época, que corresponderá ao ano de 2012, a Mãe Terra entraria definitivamente na quarta dimensão, após um longo processo de purificação. E o que é mais incrível é que essas previsões se baseavam em estudos matemáticos e não em transes místicos.
Realmente estamos em um momento de muita conturbação, tanto coletivamente quanto individualmente.
Os valores, a ética, e a consciência encontra-se em momentos de profunda degradação. Há que se limpar, dissolver, transmutar, muitos padrões de comportamento e pensamento que se tornaram crenças errôneas nesta grande tribo chamada humanidade.
Em junho estarei com Roberto Crema fazendo um retiro para uma profunda reflexão sobre este parto.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena

Quatro atitudes de paz que nos tornam ricos

Não sabemos muitas vezes definir a palavra paz, mas quando a ouvimos, algo de bom ressoa em nossos corações. Onde há paz, há riqueza em todas as suas dimensões: social, econômica, ecológica, e pessoal.  Mas embora seja difícil definí-la, podemos pelo menos refletir sobre o que nos põe fora dela e o que nos aproxima, integrando-a. Na sabedoria ancestral são reconhecidas quatro atitudes que nos distancia de sua luz : A primeira atitude que a torna longe de nossa presença pacífica é a ideia de separatividade. Os mestres de sabedoria ensinam que somos uma só vida desdobrada em muitos, que embora tenhamos uma individualidade, em essência somos uma mesma respiração desa Vida. Mas criamos de nossas individualidades segregações, visões de mundo e sobre nós mesmos  que geraram conflitos diversos, que tem trazido desde tempos imemoriais toda sorte e graus de dificuldades nos relacionamentos e convivências. A  segunda atitude que nos distancia da paz é aquele aspecto julgador que habita em cada…