Saberes dos xamãs tupi são patrimônio imaterial

(da folha de sp)

O saber tradicional dos xamãs jaguares do Yuruparí, na Amazônia colombiana, entrou neste domingo para a Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.
O comitê de analistas da Unesco aprovou sua inclusão durante reunião em Bali, na Indonésia, ao considerar que este modo de vida, herança milenar dos ancestrais, é um sistema integral de conhecimento com características físicas e espirituais.
"Esta notícia é um enorme esperança para a comunidade que tem plena certeza de que esta decisão é um instrumento de salvaguarda desta sabedoria", disse o diretor de Patrimônio da Colômbia, Juan Luis Isaza, em seu discurso de agradecimento.
Os xamãs do Yuruparí transmitem "uma cosmovisão associada a um território sagrado para eles, um conhecimento graças ao qual acham que o mundo pode estar em equilíbrio", explicou Isaza.
Os jaguares de Yuruparí, que habitam nas cercanias do rio Pirá Paraná, transmitem por via masculina e desde o nascimento o Hee Yaia Keti Oka, uma sabedoria que foi entregue a eles desde suas origens pelos Ayowa (criadores) para cuidar do território e da vida.
O diretor de Patrimônio da Colômbia detalhou que esta cultura está ameaçada pela perda de interesse dos mais jovens e a interação com a "arrasadora cultura ocidental".
A designação também ajudará, segundo Isaza, a combater os perigos que espreitam este povo que viveu sempre isolado do "contato com colonos, madeireiros, mineiros e políticos que, segundo os xamãs, vulneram o território e o equilíbrio".
"O reconhecimento da Unesco serve para proteger e resgatar não só seu pensamento, também seu território, porque estão profundamente relacionados", assegurou Isaza

Comentários

  1. Kaká, desde o nosso encontro em Vinhedo, no Yoga Sem Fronteira, fiquei ainda mais aplicado no estudo dos sistemas de gestão da nossa tradição milenar, que já utilizava no meu trabalho. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kaká! Sou pesquisadora e me agrada profundamente o tema dos rituais xamânicos. Recebi em cerimônia um petynguá e tenho reunido meus amigos em torno do fogo sagrado.
    Tenho tido visões com a onça, o jaguar, ... e a ancestralidade indígena. Quem sabe possa me comunicar com um representante desse povo?!
    Você pode me dizer como? Abraços e obrigada por compartilhar essa sabedoria.

    ResponderExcluir
  3. Kaká Werá tive oportunidade de estar com você no evento "Caldeirão Brasileiro" de DMP, em Porto Seguro, Bahia, em agosto do ano passado. Foi maravilhoso o contato com você num momento de extrema dor para mim...
    Que PENA sopre bons ventos na sua sina.
    Gratidão sempre.
    Muita paz!
    IARA

    ResponderExcluir

Postar um comentário

comente este artigo

Postagens mais visitadas