A Cúpula dos Povos



A Cúpula dos Povos, encontro de ONGs que será realizado paralelamente à Rio+20, será realizada no Aterro do Flamengo, confirmou hoje o Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20. O local é o mesmo que abrigou o Fórum Global, histórico encontro que reuniu mais de 17 mil ativistas durante a Eco-92, há 20 anos. Desta vez, são esperadas mais de 30 mil participantes para a reunião das ONGs, de 15 a 23 de junho.
De acordo com Carlos Henrique Painel, do Comitê Facilitador, a decisão atende à reivindicação das redes, organizações e movimentos sociais que participarão do encontro, que queriam resgatar o simbolismo do Aterro do Flamengo.
"Nas últimas semanas, as ONGs vinham negociando a utilização do Aterro do Flamengo com a Prefeitura do Rio, mas o principal nó das negociações era encontrar um local para alojar cerca de 10 mil pessoas que devem ficar acampadas durante a realização do evento", diz Painel.
Segundo ele, a Prefeitura do Rio ofereceu duas escolas, uma no bairro do Catete e uma no Centro, com capacidade para alojar cerca de 5 mil pessoas, além das novas instalações dos camarotes do Sambódromo. Também foram oferecidos um galpão de 5 mil m² na Praça Mauá e um terreno de 16 mil m² na região do Cais do Porto.
"Aceitamos as escolas como opção de alojamento para os participantes, mas o galpão e o terreno ainda precisam passar por uma avaliação técnica. Vamos verificar se há condições de segurança para os participantes", disse Painel. A definição dos locais que vão hospedar os acampamentos das ONGs deverá ser feita até a próxima segunda-feira. São esperados representantes de movimentos sociais, indígenas e quilombolas.

1 comentário

Postagens mais visitadas