Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 2, 2012

Nosso Planeta Água

É preciso reconhecer a diversidade, a essencia e a mudança

O Brasil ainda tem dificuldade de reconhecer a diversidade cultural ancestral que fundou o que hoje se caracteriza como etnias indígenas. O Estado tem dificuldade jurídica de reconhecimento territorial dessa diversidade e a própria antropologia não acompanhou as mudanças provocadas pelo impacto civilizatório europeu que causou ás gerações pós século XVI á esta diversidade. Existe um hiato entre reconhecer seus fundamentos cosmológicos, filosóficos e sociais e suas respectivas adaptações em decorrência do contato com a sociedade envolvente. Isto faz com que os olhos contemporâneos não aceite o índio dentro dessa complexidade atual.
A relação é bizarra, onde podemos citar o seguinte exemplo: enquanto o  negro luta por ter seu espaço na educação através de cotas e não deixa de ser negro por estudar os códigos estabelecidos pela sociedade como formação academica; quando o indivíduo indígena faz isso, passa a ser questionado enquanto índio. Para a sociedade, quando o índio adquire conheci…

Situação kaiowá é alarmante

SÃO PAULO, SP, 2 de dezembro (Folhapress) - A situação em que vivem os índios de três comunidades visitadas esta semana por uma comissão do Ministério Público Federal (MPF) é "alarmante", afirmou a subprocuradora-geral da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, Gilda Pereira. As informações são da Agência Brasil.

Órgão setorial do MPF, a 6ª Câmara é responsável por coordenar, integrar e revisar o trabalho dos procuradores da República que atuam judicial ou extrajudicialmente em casos envolvendo a garantia dos direitos das comunidades tradicionais, como, por exemplo, indígenas e quilombolas.

Desde a última segunda-feira, o grupo formado por mais cinco procuradores e dois antropólogos, além da própria subprocuradora, visitou as aldeias Arroio Korá e Ypo'i, em Paranhos, e Pyelito Kue, em Iguatemi, para averiguar as denúncias de violações aos direitos dos indíos guaranis kaiowás que vivem em Mato Grosso do Sul. Em tamanho da população, a etnia é a segunda maior do país, com…