Roberto Crema e a cátedra tupy

Roberto Crema introduziu na Unipaz a cátedra tupy. Seu objetivo foi elevar a tradição sagrada ancestral brasileira, cuja representação mais expressiva se encontra na tradição tupy, á condição de uma filosofia maior, com claro ênfase no desenvolvimento do ser.
A idéia veio desde 1997 quando Kaká Werá e Pierre Weill se encontraram em um congresso de naturologia em Florianópolis, por ocasiao da criação do curso de naturologia da Unisul, Universidade da região. Naquela ocasião Pierre conheceu através e Kaká Werá os princípios nortedores da cosmovisão tupy através da palestra de Kaká Werá, e anos depois Roberto Crema, com a referência da coordenadora da Unipaz do Rio de Janeiro, Maria da Glória, passa a propor o reconhecimento mais profundo deste saber ancestral.
A filosofia tupy é ao mesmo tempo primeva e contemporânea  pois já tem em seu bojo por exemplo, contribuições que conduzem á clara ideia e prática de sustentabilidade ecológica, econômica e social. Além disso seus princípios direcionam o ser humano para o aprimoramento interior, investindo em graus de relacionamentos de integração com todos os reinos da existência e com os diversos ecosssitemas.

VEJA TAMBÉM