Vivenciar a Natureza e sustentar a vida

O ser humano precisa urgentemente vivenciar mais a natureza. Sentir o chão através dos pés, sentir o solo com a sola dos pés livres. Sentir o aroma dos jardins, das matas, das montanhas, das praias. Mas sentir o aroma focado no sabor e prazer que ele proporciona. Tocar as mãos nas águas, nas corredeiras, nos pequenos rios e e pequenos riachos. Precisa tocar a transparência das águas. Isto é vivenciar a natureza. Precisa olhar o céu de noite sem a pressão dos compromissos nem das perturbações que as preocupações promovem. Precisa olhar o sol quando nasce. Precisa de tudo isso. E tudo isso é quase nada. mas imprescindível para a vida.
O ser humano precisa ir a praia para prestar-lhe reverência. Não para poluí-la com suas atitudes e resíduos dos supermercados.
O ser humano precisa ir á montanha para prestar-lhe reverência. Não para de um modo prepotente se achar superior á ela. Fincar uma bandeira e dizer: sou o melhor.
O ser humano precisa ir á floresta. Não para patentear suas riquezas e nomeá-las como suas.
O ser humano precisa vivenciar a natureza para perceber que somente uma evolução é possível; aquela em que o lugar onde ele habita é cuidado com carinho e manejado com responsabilidade.


VEJA TAMBÉM