Pular para o conteúdo principal

Banho de Floresta faz bem á saúde

BANHO DE FLORESTA ESTIMULA AS CÉLULAS IMUNOLÓGICAS QUE COMBATEM O CÂNCER

A popular prática japonesa do “shinrin-yoku”, ou “Banho de Floresta”, foi introduzida em 1982 para encorajar um estilo de vida mais saudável. Atualmente Banho de Floresta se tornou uma reconhecida atividade de gerenciamento do estresse no Japão, e recentes estudos mostram que essa prática aumenta o vigor e reduz a ansiedade, depressão e raiva. Por baixar os níveis do hormônio do estresse, cortisol, ela diminui o risco de doenças relacionadas ao estresse.

Mas além disso, de acordo com o Professor Qing Li, da Escola de Medicina Nippon, em Tóquio, os passeios de Banho de Floresta aumentam em muito a atividade das nossas células imunológicas naturais que combatem o câncer. A seguir as dicas do Dr. Li para o Banho de Floresta:

1. Para tomar Banho de Floresta não é necessário que se faça um exercício físico intenso ou ficar fatigado. Em vez disso, a pessoa deve “desfrutar da floresta através dos cinco sentidos: o murmurar das águas de um córrego, o canto dos pássaros, as cores verdes, a fragrância da floresta e simplesmente tocar as árvores”.

2. Se você tem meio dia para um Banho de Floresta, pegue em torno de duas horas e caminhe cerca de 2,5 quilômetros, parando para descansar sempre que sentir vontade – fazendo uma pausa para ler ou desfrutar da beleza do cenário.

3. Para aquelas pessoas que não dispõem de uma floresta nas proximidades, o Dr. Li diz que uma caminhada de duas horas num parque dentro de uma cidade, com uma boa densidade de árvores, pode significativamente aumentar o vigor e reduzir ansiedade e depressão.

Um Feliz Banho de Floresta para você!


(Matéria do Instituto Visão Futuro) 

Postagens mais visitadas deste blog

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena

Quatro atitudes de paz que nos tornam ricos

Não sabemos muitas vezes definir a palavra paz, mas quando a ouvimos, algo de bom ressoa em nossos corações. Onde há paz, há riqueza em todas as suas dimensões: social, econômica, ecológica, e pessoal.  Mas embora seja difícil definí-la, podemos pelo menos refletir sobre o que nos põe fora dela e o que nos aproxima, integrando-a. Na sabedoria ancestral são reconhecidas quatro atitudes que nos distancia de sua luz : A primeira atitude que a torna longe de nossa presença pacífica é a ideia de separatividade. Os mestres de sabedoria ensinam que somos uma só vida desdobrada em muitos, que embora tenhamos uma individualidade, em essência somos uma mesma respiração desa Vida. Mas criamos de nossas individualidades segregações, visões de mundo e sobre nós mesmos  que geraram conflitos diversos, que tem trazido desde tempos imemoriais toda sorte e graus de dificuldades nos relacionamentos e convivências. A  segunda atitude que nos distancia da paz é aquele aspecto julgador que habita em cada…