Orquestra Sinfônica Piccolo, da Alemanha, adapta obra de Kaká Werá

 A orquestra sinfônica Piccolo, formada por jovens estudantes da Alemanha, regida pelo maestro winfried Vogele, adaptou o Mito da Criação tupy-guarani, escrita por Kaká Werá; e realizou uma série de apresentações em São Paulo.
O projeto foi conduzido pela Associação Monte Azul, pelo Instituto Arapoty e teve a participação de jovens de Itapecerica da Serra e da Associação Monte Azul.
Na Alemanha a orquestra já se apresentou para mais de 10.000 pessoas e em São Paulo para mais de 2000 pessoas na região da zona sul da cidade.
O mito da Criação Tupy-Guarani é resultado de uma pesquisa em aldeias indígenas realizada por Kaká Werá na década de 80; na ocasião da adaptação para sinfonia ganhou uma versão escrita em português e alemão.
O encontro faz parte das comemorações do ano BRASIL-ALEMANHA e  da iniciativa das organizações envolvidas.  O principal propósito do espetáculo é levar a consciencia da necessidade de desenvolvimento de uma cultura de paz e de respeito á diversidade.
Em Itapecerica da Serra, no parque Paraíso, pela primeira vez foi apresentada uma orquestra sinfonica na cidade, com 110 integrantes, entre músicos e jovens bailarinos.
O mito da criação fala da origem da Mãe Terra e dos primeiros seres humanos, nascidos a partir de sementes de diversas árvores, dando origem á diversas raças, que, embora diferentes, provem do mesmo ventre sagrado.

Postagens mais visitadas