Pular para o conteúdo principal

OLHAR PARA DENTRO

estamos cada vez mais sujeitos ás influencias das mídias, dos preconceitos, dos lugares comuns, dos estereótipos que nos vestem. Somos bombardeados diariamente por modelos cujos propósito maior é o consumo pelo consumo. Modelos de tamanho, de peso, de cor, de satisfação, de pensamentos.
Ou seja, a vida moderna é contra a individualidade, a originalidade, a diversidade de habilidades e possibilidades. Mas a natureza ensina que é justamente as originalidades e diversidades de formas, tons, aromas, frutos que geram a verdadeira prosperidade e o equilíbrio em todos os sentidos. Por isso é necessário estarmos atentos á nós mesmos. Nossos modelos internos. Nossos parâmetros internos. Nossos paradigmas. Por isso é necessário fecharmos os olhos para fora e abrirmos o olhar interior e tocar mais detidamente a nossa essência e seu potencial, sua vontade, suas habilidades. Isto é gerar liberdade. Aquela liberdade que não castra a liberdade do outro, mas contribui para a interação das múltiplas liberdades que forma a coletividade humana. Sim, liberdade de ser. Precisamos de ti. antes que seja tarde.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOSSAS RAÍZES PRECISAM SER RESPEITADAS

Kaká Werá fala sobre a questão indígena

ÍNDIO É PROGRESSO

Da época da colonização para os tempos atuais de certa forma ocorreu uma evolução no relacionamento da sociedade para com os povos indígenas. No início foram escravizados. Pouco mais de um século depois, com o advento da escravização africana foram perseguidos para serem mortos por serem considerado “estorvo” para os caçadores de tesouro. Com o tempo, foi-se caipirizando e caboclando os remanescentes das mais diversas etnias e apagadas suas memórias ancestrais.   Somente na metade do século XX é que começou a haver um interesse mais humanista pela diversidade étnica brasileira, que coincidiu com o delineamento da democracia nos anos 80, colaborando  também para surgir um movimento de cidadania indígena e revitalização de suas lutas históricas. No passado foram as chamadas “bandeiras” que destituíram milhares de comunidades de suas tradições e modo de ser. Atualmente  a pressão de grandes obras de infraestrutura em locais que por direito é destinado á povos indígenas ou á preservação amb…